Editorias
Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020 08:58 - Meio Ambiente, Pesca, Proteção Animal e Agricultura

Monitoramento pesqueiro: quase R$ 400 mil comercializado nos últimos três meses de 2019

A pesca tem fundamental importância na economia da região. E a prova disso foi o resultado do levantamento feito com 91 pescadores artesanais profissionais cadastrados no Monitoramento Pesqueiro do Estuário do Rio Tramandaí (MOPERT), nos últimos três meses de 2019. No período, foram capturados 85.055,41, quilos de pescado. Estima-se, que a comercialização de peixe in natura neste período foi de R$ 390.671,79, desconsiderando os registros realizados em blocos de talões de produtor rural.

 

Os bagres-marinhos, a tainha e a corvina representaram 85% do valor comercializado. Já a pesca com redes de emalhe na Lagoa de Tramandaí foi a responsável pelos maiores valores obtidos. “Estes resultados são preliminares, podendo ser alterados na medida em que novos dados são inseridos ou as análises avancem. Porém, nota-se a importância social e econômica da pesca artesanal para Imbé e Tramandaí, auxiliando o desenvolvimento econômico da região”, destaca o técnico oceanólogo do MOPERT, Maurício Lang dos Santos.

 

Os bagres-marinhos Genidens barbus (bagre-branco) e Genidens planifrons (bagre-boca-larga) estão ameaçados de extinção, nas esferas estadual e federal. Em maio de 2018 a 9ª Vara Federal de Porto Alegre autorizou a realização do MOPERT, para produzir conhecimento da atuação da pesca no estuário lagunar, possibilitando sua gestão. Dessa forma os resultados preliminares apontam que os bagres foram os peixes mais capturados e com maior valor de comercialização estimado (R$ 263.334,52) no período analisado. “Estas informações devem ser vistas com cautela, pois este grupo de espécies possui características biológicas que os tornam vulneráveis a atividade pesqueira, tais como: crescimento lento, maturação sexual tardia, baixa fecundidade, cuidado parental, entre outras”, complementa o coordenador técnico-científico do projeto, Ignácio Moreno.

 

 

 

Sobre o MOPERT

 

O Monitoramento Pesqueiro do Estuário do Rio Tramandaí (MOPERT) tem como objetivo avaliar as quantidades, as espécies, os tamanhos e as características biológicas dos pescados capturados pelos pescadores artesanais profissionais em Imbé e Tramandaí. Também atua para caracterizar as pescarias e os pescadores dos dois municípios. Estas informações são fundamentais para o manejo dos recursos pesqueiros e para subsidiar a elaboração de políticas públicas adequadas que visem o desenvolvimento da atividade pesqueira de maneira sustentável.

 

Os pescadores artesanais profissionais de Imbé e Tramandaí participam do auto monitoramento, onde eles mesmos registram os peixes e respectivas quantidades capturadas em um caderno de registros, o “caderno de produtividade pesqueira”. Os técnicos (biólogo e oceanólogo) e bolsistas (acadêmicos da Biologia Marinha – CECLIMAR/CLN/UFRGS) do MOPERT realizam a supervisão do preenchimento dos cadernos, a validação e a análise das informações. Assim, pescadores, instituições representativas (Colônia de Pescadores Z-39, Z40 e Sindicato dos Pescadores de Tramandaí) e equipe MOPERT trabalham em conjunto.

 

O Monitoramento continua em plena atividade buscando informações para subsidiar o manejo adequado dos recursos pesqueiros nos municípios de Imbé e Tramandaí.

 

O MOPERT é executado pela Prefeitura de Imbé; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento/Governo Federal, com coordenação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Pesca, Proteção Animal e Agricultura (SEMMAPA), de Imbé. A Coordenação Técnico-Científica é de responsabilidade do CECLIMAR/CLN/UFRGS. Compõe o Grupo de Trabalho do Projeto: CECLIMAR/CLN/UFRGS, Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural - ASCAR/EMATER-RS; Prefeitura de Imbé; Prefeitura de Tramandaí; Instituto de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - IBAMA; PATRAM Brigada Militar; Colônia de Pescadores de Imbé Z-39; Colônia de Pescadores de Tramandaí Z-40; Sindicato dos Pescadores de Tramandaí e Agência da Capitania dos Portos de Tramandaí.


Texto: Leandro Luz

Fotos

AGO20 - Monitoramento pesqueiro MOPERT 3 imagens na galeria

Foto:

Foto:

Foto:
Prefeitura Municipal de Imbé | Para viver sempre bem.
Av. Paraguassú, 1043
Fone: (51) 3627-8200